spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidadespot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Em publicação na rede social Caiado descarta construção do hospital de Valparaíso e Pábio Mossoró ‘curte’

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), voltou a deixar Valparaíso e o Entorno Sul fora do seu rol de prioridades de investimento.

Após fechar escolas e abandonar construções como o Itego (Instituto Tecnológico de Goiás), que já estava 94% pronto quando assumiu o governo em 2019, e de lá para cá permanece abandonado, Caiado anunciou na segunda-feira (22) em suas redes sociais as unidades de saúde que pretende construir, entre as quais não está o Hospital de Urgências de Valparaíso.

Clique aqui e veja a publicação completa (essa é a 10ª imagem da postagem)

Curiosamente, ao contrário de cobrar o investimento para a sua cidade, o prefeito valparaisense, Pábio Mossoró (MDB), “curtiu” a publicação em rede social onde o governador anunciou a construção de Policlínicas em Formosa, São Luís de Montes Belos e em Montes Belos, além de um Hospital do Câncer em Goiânia.

Tudo anunciado ao fim de três anos de mandado, e às vésperas das eleições.

O Hospital de Urgências é uma reivindicação antiga da região que vinha sendo tocada pelo governo José Eliton (PSDB), que na virada do exercício fiscal, de 2018 para 2019, cancelou o empenho destinado ao pagamento da desapropriação da área. Um ato administrativo comum, já que as despesas criadas em um ano não podem ser pagas em outro.

Essa pratica normal das gestões também foi executada em Valparaíso, por exemplo, onde o prefeito Pábio cancelou certa de R$ 2 milhões empenhados na mesma virada de ano.

Havendo o interesse, o governo Caiado poderia ter dado continuidade ao processo de construção do Hospital esperado pela população do Entorno Sul, reeditando o empenho.

Mas na briga política com seu antecessor e rival, o ex-governador Marconi Perilo (PSDB), o governo Caiado manteve o discurso de transferência de responsabilidades e não deu o andamento que poderia ter dado ao processo.

Com isso, a região continua sem investimentos do estado, desde 2019, a não ser intervenções pontuais de manutenção, e agora sem a esperança de ter o Hospital de Urgência.

.ultimas

Publicidadespot_imgspot_imgspot_imgspot_img

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidadespot_imgspot_imgspot_imgspot_img

.Siga-nos

16,985FãsCurtir
15,748SeguidoresSeguir
2,458SeguidoresSeguir
61,453InscritosInscrever
Publicidadespot_imgspot_imgspot_imgspot_img

.destaques