spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidadespot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Em jogo ‘pegado’, Brasil empata com Argentina fora de casa

Já classificado para a Copa do Mundo do Qatar de 2022, a seleção do Brasil de Futebol mostrou personalidade no Bicentenário de San Juan na Argentina e se desdobrou sem Neymar contra os argentino em uma partida acirrada.

A Seleção brasileira passou por apuros no início da partida, frente a uma Argentina embalada pela torcida. Os “hermanos” rondavam a área em tabelas entre Messi e Di María, além de investidas com De Paul e ainda pressionavam a saída de bola do Brasil, fazendo a zaga se desdobrar.

Brasil empata com a Argentina pelas Eliminatórias da Copa do Qatar 2022
Foto: Lucas Figueiredo (CBF)

Aos poucos, o Brasil foi abrindo espaço com atletas que buscam espaço entre os titulares de Tite. Matheus Cunha ganhou uma dividida e engatou contra-ataque com Lucas Paquetá. O camisa 17 deixou Vinicius Júnior na cara de Emiliano Martínez, mas o atacante do Real Madrid concluiu para fora.

Na sequência, Cunha observou Martínez adiantado e tentou um gol do meio de campo. Porém, a bola passou por cima. Em nova investida do Brasil, Raphinha foi lançado, mas o chute saiu muito forte.

A Argentina buscou retomar o comando do jogo. Em raro espaço que teve em campo, Messi puxou para a esquerda e finalizou, mas Militão cortou. Di María encontrou Lautaro Martínez livre nas costas de Éder Militão. Marquinhos se antecipou e evitou a conclusão.

O volume de jogo brasileiro obviamente não agradou os argentinos que apelaram para uma estratégia mais rispida a partir dos 33 minutos, Raphinha se desvencilhou de Acuña e, após perder a bola para Otamendi, recebeu uma cotovelada do defensor.

Após a revisão do VAR, que logicamente viu a agressão, o árbitro tremeu nas bases para a torcida e deixou o jogo seguir. Além das entradas ríspidas (inclusive sem bola) que “amarraram” o jogo, Paquetá e Paredes se estranharam e o árbitro deu cartão amarelo para os dois.

Porém, enquanto a Argentina via Messi ser anulado por Fabinho e dependia de arrancadas de Di María, os comandados de Tite desperdiçavam chances. Na sobra de um cruzamento, Fred carimbou bola no travessão.

O jogo em San Juan continuou pegado no segundo tempo, enquanto a Argentina via Messi ser anulado por Fabinho e dependia de arrancadas de Di María, os comandados de Tite desperdiçavam chances. Na sobra de um cruzamento, Fred carimbou bola no travessão.

A Seleção quase marcou e o clima ficou quente. O camisa 2 cruzou, Matheus Cunha fez o corta-luz e Vinicius Júnior obrigou Martínez a fazer a defesa, daí em diante, a cada entrada havia muita discussão entre atletas e momentos ríspidos. E foi assim até o final.

O jogo desta terça-feira (16), era válido pela 14ª rodada das Eliminatórias e foi a última da seleção brasileira no ano. Os comandados de Tite voltam a campo apenas em 27 de janeiro de 2022, quando visitam o Equador.

.ultimas

Publicidadespot_imgspot_imgspot_imgspot_img

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidadespot_imgspot_imgspot_imgspot_img

.Siga-nos

16,985FãsCurtir
15,748SeguidoresSeguir
2,458SeguidoresSeguir
61,453InscritosInscrever
Publicidadespot_imgspot_imgspot_imgspot_img

.destaques