spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidadespot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Deputado diz que Caiado mente para a população dobre as vedações do RRF

O deputado federal, Major Vitor Hugo (PSL), acusou o governador Ronaldo Caiado (DEM) de omitir da população goiana as vedações impostas pelo Regime de Recuperação Fiscal (RRF) do Governo Federal, tão perseguido pela equipe econômica caiadista.

Foto: Reprodução

Em resumo simplista, o RRF é uma espécie de moratória, em que o Governo Estadual é dispensado de cumprir obrigações financeiras [pagar suas contas] garantidas pela União, enquanto reorganiza suas finanças.

Segundo interlocutores, assombrado com o fantasma do do rival Marconi Perillo (PSDB), Caiado buscou o Regime para ter uma espécie comprovante de “terra arrasada” na economia estadual, que ele anunciaria para justificar sua baixa produtividade à frente do executivo goiano, ao mesmo tempo culpando seu antecessor.

Não deu certo, pois, ao contrário do pretendido pelo governador, a Secretaria do Tesouro Nacional negou o ingresso do estado no regime por "falta de atendimento aos requisitos exigidos", ou seja, Goiás não estava “quebrado” como dizia e diz Caiado.

Agora, com a insistência até no judiciário, por força de uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), e não pelo enquadramento, a União está sendo obrigada a atender o pleito do governo goiano, segundo Vitor Hugo, sem que a sociedade tenha sido esclarecida do que isso vai significar significa.

Além de arrolar dívidas que vão continuar crescendo com os juros, tira a autonomia do estado em diversas questões, inclusive proibindo a realização de concursos públicos, a correção de salários, promoções de servidores e diversos tipos de investimentos, o que normalmente afugentam investidores e seus empregos.

"Você tem que saber que tem uma Lei federal que disciplina o ingresso no Regime de Recuperação fiscal, que é uma espécie de ajuda do governo federal para o estado por suas contas em dia, mas ela prevê algumas vedações: Não pode realizar concurso público, não pode dar aumento para servidor, não pode criar despesa obrigatória. Essas são as possibilidades de vedação e o Caiado não discutiu isso com a sociedade goiana", disser o deputado que completou desafiando o governador:

"Cadê, mostra o Plano Caiado, porque depois sabe o que vai acontecer? O regime vai ser homologado e você (Caiado) vai dizer que você não está fazendo nada disso, voc~e não está dando aumento, você não está fazendo concurso público, não está criando mais despesa obrigatória continuada para poder gerar uma política pública qualquer e vao colocar a culpa no presidente Bolsonaro."

Assista ao vídeo completo:

.ultimas

Publicidadespot_imgspot_imgspot_imgspot_img

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidadespot_imgspot_imgspot_imgspot_img

.Siga-nos

16,985FãsCurtir
15,748SeguidoresSeguir
2,458SeguidoresSeguir
61,453InscritosInscrever
Publicidadespot_imgspot_imgspot_imgspot_img

.destaques