spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidadespot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Chefe de órgão público em Valparaíso denuncia perseguição de aliados do prefeito Pábio para proteger suspeitos de corrupção

A servidora de carreira, e nomeada titular da Superintendência de Receitas Tributária de Valparaíso de Goiás, Cleonice Alves Pereira Bernardo, denunciou na manhã desta sexta-feira (11), que “bons servidores públicos municipais” estariam sendo perseguidos pela equipe do prefeito Pábio Mossoró (MDB), que por sua vez estaria tentando proteger correligionários políticos e aliados do governo, envolvidos em denúncias de corrupção.

"Esclareço que há um processo disciplinar contra a minha pessoa, sim, aberto pela sra. Bonivone Gomes, que não possui qualquer vínculo funcional hierárquico com meu cargo, em um ato de abuso, na tentativa de me desestabilizar, causar confusão e encobertar malversadores da coisa pública", disse a Cléo, como é conhecida a superintendente.

Bonivone Gomes é a Secretária de Administração do município, nomeada pelo prefeito Pábio Mossoró e filiada ao PSC, mesmo partido do vereador Paulo Brito, flagrando em vídeo supostamente cobrando propina de um empresário em troca do cancelamento ilegal de dívidas tributárias.

Cleonice também denunciou que os Processos Administrativos (PAD) contra as pessoas gravadas em vídeos, cometendo atos suspeitos de corrupção, não resultaram em nada, estando os flagrados ilesos até o momento.

Na contramão, a superintendente revelou que os processos abertos contra os funcionários públicos, que estão rastreando e tentando recuperar os recursos desviados, esses sim estão correndo.

"Esclareço que já haviam alguns PADs contra alguns servidores que aparecem nos vídeos, publicados nas redes sociais, e nas mídias locais e regionais, porém esse PAD teve início bem antes dessa divulgação, acontece que até o presente momento, não foi tomada nenhuma atitude em relação a esses servidores, absolutamente nenhuma", disse ela que completou:

"Mas na contramão do decoro, os servidores que estão trabalhando, reabilitando os valores que foram indevidamente cancelados do sistema de arrecadação de forma ilegal e que estão trabalhando para tentar recuperar esses valores para os cofres públicos, respondem como se fosse errado devolver a dignidade para a população de Valparaíso de Goiás, como se fosse errado recuperar o dinheiro que serve para educar e salvar vidas."

Adiante, Cleonice perguntou porquê os processos abertos contra servidores honestos, segundo ela, anda e os procedimentos em desfavor das pessoas com fortes indícios de cometimento do crime de corrupção estão sem providências:

"Até o momento o processo (contra os servidores que estão apurando e desfazendo os supostos atos de corrupção) não foi encerrado e o único motivo de manter esse processo contra pessoas íntegras e honestas é para tentar intimidar perseguir e principalmente acobertar ilícitos, tendo em vista o PAD aberto em desfavor de servidores que recaem fundadas denúncias, sendo até noticiada na mídia, fica a pergunta: Por que o PAD contra os servidores de conduta ilibada tem andamento pela comissão, e o PAD contra os servidores que de fato possuem indícios não há providência alguma?", questionou

No fim a própria superintendente responde sua indagação, acusando a secretária Bonivone de estar tentando retirá-la do cargo para proteger seu correligionário e também aliado do prefeito Pábio Mossoró, vereador Paulo Brito.

"Além disso, a senhora Bonivone tem realizado outras investidas para tentar me forçar a sair do cargo, contudo, sabe-se que um dos acusados que aparece em um dos vídeos (supostamente cobrando propina) é do mesmo partido dela, não que o partido seja uníssono, certamente não é, mas sabe-se também que havia interesse do vereador (Paulo Brito) em me tirar de lá."

Questionada, mais uma vez a prefeitura de Valparaíso não se manifestou.

Já a secretária Bonivone Gomes refutou as acusações e disse ter sido caluniada, “pois o PAD aberto contra a servidora Cleonice foi aberto a partir de apontamentos da servidora Bruna”.

Bruna Mousinho Martins é a fiscal flagrada em um vídeo, supostamente recebendo dinheiro de propina na Funerária Boa Esperança.

.ultimas

Publicidadespot_imgspot_imgspot_imgspot_img

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidadespot_imgspot_imgspot_imgspot_img

.Siga-nos

16,985FãsCurtir
15,748SeguidoresSeguir
2,458SeguidoresSeguir
61,453InscritosInscrever
Publicidadespot_imgspot_imgspot_imgspot_img

.destaques