spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidadespot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Vice prefeita de Valparaíso, Drª Zeli Fritsche, recomenda à PM que “desça o cacete” em comerciantes

Em mais uma de suas falas polêmicas e controversas, a vice prefeita de Valparaíso de Goiás, Drª Zeli Fritsche (PDT), pediu ao comandante do 20º BPM, Major Eric Chiericato, que “desça o cacete” em comerciantes que desobedecerem o toque de recolher decretado na segunda-feira (01), como medida de enfrentamento à pandemia da Covid-19.

Vice prefeita de Valparaíso em evento / Foto: Reprodução (meramente ilustrativa)

A fala teria sido feita durante a reunião realizada na última terça-feira (02) entre membros do Gabinete de Gestão Integrada (GGIM) e do Comitê de Crise da Covid-19, com a presença da Associação Comercial e Industrial de Valparaíso (Acival).

Na ocasião o Vice presidente da Associação dos Comerciantes, Sr. Alessandro Solano se levantou e discordou timidamente da medida sugerida por Zeli. Segundo ele, os dois são amigos:

"Gostaria de salientar com minha amiga vice-prefeita (Zeli Fritsche), amiga de muitos anos, infelizmente tenho que discordar de sua fala em orientar a força da Polícia Militar do nosso estado para 'descer o cacete' em comerciante, qualquer pessoa que esteja em seu recinto. Não é assim em política", disse ele.

O episódio gerou desconforto na categoria que vê seus dirigentes de classe mais próximos do governo do que dos associados. Ao Jornal Opinião do Entorno, um comerciante do setor de construção civil disse que o presidente da entidade, Fred Gurgel, chegou a defender a política sugerindo observarem posteriormente o contesto da fala em uma gravação que solicitaria à prefeitura.

Essa não é a primeira vez que a vice-prefeita Drª. Zeli Fritische deixa escapar suas opiniões controversas. Em seu discurso de posse para o segundo mandato, Zeli disse que o Ministério Público, responsável por fiscalizar e até sugerir processos contra a gestão, estava “comprometido” com o seu governo e do prefeito Pábio Mossoró (MDB) e mais recentemente vazou um áudio dela, enviado à uma cidadã pelo WhatsApp, dizendo que "talvez fosse melhor a mulher abandonar seu cachorrinho na rua, do que levá-lo para a Zoonoses", que ela própria cuida.

A redação entrou em contato com a Assessoria de Comunicação da prefeitura, com a própria Dra. Zeli e com o presidente da Acival para comentarem o assunto, mas nenhum deles retornou até o fechamento deste conteúdo

.ultimas

Publicidadespot_imgspot_imgspot_imgspot_img

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidadespot_imgspot_imgspot_imgspot_img

.Siga-nos

16,985FãsCurtir
15,748SeguidoresSeguir
2,458SeguidoresSeguir
61,453InscritosInscrever
Publicidadespot_imgspot_imgspot_imgspot_img

.destaques